20 agosto 2007

Centro de Saúde de Pedrógão Grande com falta de médicos

É no mínimo incrédulo, mas cada vez mais comum neste País que nos rodeia, na passada terça-feira, pelo menos duas doentes não foram atendidas por falta de médicos no centro de saúde de Pedrógão Grande, a justificação é simples, a falta de clínicos de serviço deve-se ao facto de estes se encontrarem de férias.
Uma das utentes veio mesmo a falecer a caminho do hospital de Nossa Senhora da Guia, em Avelar (Ansião), o seu filho não responsabiliza directamente a falta de médicos pelo caso. "Eu não estou a dizer que a minha mãe se ia salvar", mas aquilo "é uma casa que está aberta e induz as pessoas em erro". "Assim, mais valia que estivesse fechada", afirmou Vítor Cravo, filho da idosa de 75 anos que faleceu na tarde de terça-feira.
"Faltavam 20 minutos para as 14H00" e a "funcionária [do Centro de Saúde] disse-me que não havia médico" e "eu tive de levar a minha mãe com bastantes problemas de coração durante uma série de quilómetros até Avelar", desabafou.
Situação semelhante enfrentou João Henriques, que levou a mulher com febre ao Centro de Saúde de Pedrógão Grande, sem obter a necessária assistência.
"Ela tinha dores e febre, mas a funcionária disse para eu a levar para a Sertã ou para Avelar", explicou João Henriques.

O director do Centro de Saúde de Pedrógão Grande, Carlos David, admitiu que existem muitas dificuldades em assegurar o funcionamento diurno dos serviços durante o Verão. "As pessoas têm razão em reclamar", mas "não posso fazer nada. Eu até adiei a minha reforma porque, se me vou embora, fecham-se as extensões" existentes no concelho, desabafou Carlos David.
"Temos um Centro de Saúde com duas extensões e três médicos para mais de cinco mil utentes", pelo que "há dias em que se pode falhar à tarde", principalmente no "período de férias", explicou o director da instituição.
Mesmo assim, acrescentou que terça-feira "foi o único dia da semana" em que "tínhamos falta de médicos", salientou Carlos David.
Já para João Marques, presidente da Câmara de Pedrógão Grande e responsável pelos bombeiros locais, a falta de médicos é um "problema antigo", que se agrava em tempo de férias."No ano passado, a Administração Regional de Saúde ainda colocou mais um médico no Verão, mas este ano não trouxe ninguém", lamentou João Marques, que reclama - em conjunto com os restantes concelhos do norte do distrito de Leiria -, a criação de um serviço de atendimento permanente em Avelar, que sirva Ansião, Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande e Castanheira de Pêra, concelhos do Norte do distrito de Leiria.

(com: diário as beiras)

8 comentários:

Anónimo disse...

Mas há mais doutores em Pedrogão?!?!
Ou estarei errado?

doente farto disse...

mas afinal o dr.carlos não se reforma!!!!!Ainda o temos que gramar mais tempo!!

Anónimo disse...

O presidente da Câmara é um idiota, não sabe o que diz. Quase há 12 anos que não se preocupa com oa assuntos da saúde em Pedrógão Grande. O director do Centro de saúde, preocupa-se com as horas extraordinárias, e devia era de saber que nas extensões de Vila Facaia e Graça o médico chega ás horas que quer e depois chega tarde a Pedrógão Grande. Basta de mentiras e hipocrisia

Anónimo disse...

volta manel coelho!

Anónimo disse...

o doutor carlos já da outra vez não quiz o centro do sap na barraca do salvadore porque depois os doentes iam lá em lugar de vir ao seu consultório pagar oito contos por cada consulta!Ainda se fosse uma consulta!!!!

123 disse...

Porque é que as pessoas de Pedrogão Grande teriam de ir para a Sertã ou o Avelar. EM FIGUEIRÓ EXISTE UM SAP COM ATENDIMENTO MÉDICO 24 HORAS POR DIA. Figueiró não fica mais perto ?
Geograficamente não é mais central?
Não se percebe !!!
E já agora Figueiró nunca defendeu um serviço de atendimento permanente em Avelar. Defendeu manter o SAP em Figueiró 24 horas dia e um complementarmente a isso um SUB no hospital do Avelar.

118 disse...

parece que a Sertã é a Capital de Distrito e Concelho.... as freguesias são P.Grande , Figueiro dos Vinhos e Castanheira....

Anónimo disse...

pois quem esta no puder è um incomputente e isto è bastante vergonhoso que se esta a passar no interior do pais estava para ver se o socrates tivesse o mesmo atendenmento do que nos e como è que ele fazia