31 agosto 2007

GNR com mega operação em Pedrógão Grande, Sertã, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos

A GNR anunciou hoje a apreensão de uma grande quantidade de munições e ainda de armas, aparelhos áudio-visuais, material informático e telemóveis no âmbito de 11 buscas realizadas nos distritos de Castelo Branco e Leiria, noticia a Lusa.

A operação, conduzida pelo Núcleo de Investigação Criminal da Sertã, incidiu em residências, cafés e bombas de combustível situadas neste concelho e ainda nos municípios de Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande e Castanheira de Pêra (Leiria).

Segundo uma fonte da GNR de Coimbra, no âmbito da operação, que ainda se encontra em curso, foram detidos três homens, com idades compreendidas entre os 29 e os 37 anos, por posse de arma proibida.

Além de 562 munições de calibre 0.22, foram apreendidas 31 munições de calibre indeterminado e 11 de calibre 6.35. As buscas, desenvolvidas entre as 07:00 e as 10:30 de hoje, levaram também à apreensão de duas pistolas 6.35, uma pistola de alarme, uma caçadeira e uma espingarda de fabrico artesanal.

Computadores, televisões, DVDs, CDs, telemóveis, máquinas fotográficas, ferramentas eléctricas e material informático foram também apreendidos nas buscas, segundo os dados provisórios facultados pela GNR.

(por: portugalDiário)

3 comentários:

visionarium disse...

Apanhados com armas, telemóveis, material informático e aves
Três homens de 29, 35 e 37 anos foram, ontem de manhã, detidos pela GNR, por suspeita de terem perpetrado uma "onda de assaltos" que varreu, este mês, autarquias e outros organismos públicos, residências e vários estabelecimentos comerciais nos distritos de Leiria e Castelo Branco, apurou o DN junto de fonte ligada à investigação,

Eram 7.00 quando os militares da GNR iniciaram onze buscas domiciliárias nas áreas de Sertã (Castelo Branco), Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande e Castanheira de Pêra (Leiria). A operação policial terminou três horas e meia depois, tendo os militares inspeccionado inúmeras residências, cafés e bombas de combustível. Na posse dos três detidos estavam várias armas e munições: duas pistolas 6.35, uma pistola de alarme, uma espingarda calibre 12, uma espingarda de fabrico artesanal, 31 munições de calibre indeterminado, 562 munições de calibre 0.22, duas munições de G-3 (calibre 7.62), onze munições de calibre 6.35, oito cartuchos (calibre 12) e 34 munições de salva.

Foram ainda apreendidos vários computadores, televisões, CD e DVD, telemóveis, várias ferramentas eléctricas (designadamente, rebarbadoras e berbequins) e máquinas fotográficas. Nesta operação, liderada pelo Destacamento da GNR da Sertã (Castelo Branco), foram ainda capturadas várias aves: um papagaio, um gaio, um melro e um tordo.

Apesar destes três indivíduos estarem referenciados nos assaltos a vários organismos públicos, que ocorreram no início deste mês, os investigadores acreditam que estes suspeitos podem, eventualmente, levar a mais detenções.

Os detidos foram, ontem à tarde, ouvidos no Tribunal da Sertã, desconhecendo-se, até à hora de fecho desta edição, a medida de coacção que lhes foi aplicada.

Já no início deste mês, a GNR de Leiria tinha detido dois homens, um de 34 anos (Pedrógão Grande) e outro de 27 anos (Sertã), numa rotineira operação Stop, por suspeita de autoria de roubo da Câmara de Trancoso e três juntas de freguesia deste concelho. Segundo as fontes policiais contactadas pelo DN, prosseguem as investiga- ções aos assaltos perpetrados na região Centro, nos quais se suspeita serem protagonizados por um gang muito bem organizado.

Os constantes assaltos com o mesmo tipo de procedimentos, levou a GNR a empreender uma complexa investigação de modo a desmantelar a existência de um ou mais "grupos especializados" neste tipo de crime. A detenção dos três homens, numa acção ontem conduzida pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR da Sertã, poderá ajudar a perceber o puzzle.

(fonte: diário de noticias)

Anónimo disse...

Andas bem informado, pah!!!
Só não percebo é porque os primeiros comentários de cada tema ficam sempre sobrepostos com o titulo, mas pronto, coisas da vida, né???

tótó disse...

a vida e mesmo assim ha q disfarcar