09 dezembro 2007

Concelho de Pedrógão Grande lidera em licenciados

O Concelho de Pedrógão Grande é, segundo estudo publicado recentemente pelo Governo Civil de Leiria, o Concelho do Distrito com maior percentagem de licenciados (9.8%).
Pena este estudo não ter em conta a percentagem de licenciados que vivem actualmente no concelho, certamente seria das mais baixas do Distrito/País.

Dados dos restantes concelhos inseridos na região do pinhal
Alvaiázere 1º Ciclo ou inferior:38,4% Secundário Completo:16,7% Ensino Superior:4,6%

Ansião 1º Ciclo ou inferior:38,7% Secundário:20,2% Ensino Superior:7,6%

Castanheira de Pêra 1º Ciclo ou inferior:41,3% Secundário Completo:15,2% Ensino Superior:5,3%

Figueiró dos Vinhos 1º Ciclo ou inferior:39,9% Secundário Completo: 18,4% Ensino Superior:5,3%

Pedrógão Grande 1º Ciclo ou inferior:33,4% Secundário Completo:23,6% Ensino Superior:9,8%

3 comentários:

Anónimo disse...

"Pena este estudo não ter em conta a percentagem de licenciados que vivem actualmente no concelho, certamente seria das mais baixas do Distrito/País." - Há muita terra para cavar...

Pragmatico disse...

em pedrogao grande (e arredores) nao existe lugar para pessoas qualificadas com uma licenciatura, nem abertura para tal, pelo que, inexplicavelmente se faz tudo por afastar gente licenciada do (ja por si fraco) mercado de trabalho local, chegando mesmo optar-se por trabalhadores nao qualificados para trabalgos onde os conhecimentos adquiridos com licenciatura sao essenciais...

curiosamente isto acontece em todos os ramos (publicos ou privados) desde a medicina, veterinária, engenharia, arquitectura, construção civil, administração, hotelaria e turismo, entre outros...

qualquer dia teremos advogados a fazer limpezas domésticas a pessoas sem estudos, que so por esse facto sao mais valorizadas pela sua experiencia de vida, e conseguem empregos muito mais dignos do q qqr licenciado ou mestrado.

nao fora a obrigatoriedade de se estar inscrito na ordem dos advogados para ir a tribunal defender uma causa, e este ultimo caso q relatei, teria o tal individuo nao qualificado como prioritario para defender os interesses de qqr privado/publico, que, por norma, e estupidamente valoriza mais a experiencia de um ignorante do que a cultura de um estudioso.

Anónimo disse...

E Pena quando os Supostos Licenciados nao tem cultura nem Humildade suficiente para admitir que o problema nao esta no sentido de opurtunidade dos outros e da sua por vezes incansavel luta á procura de trabalho o que alguns licensiados estao á espera é que lhes batam á porta e por vezes é necessario começar por baixo uma licenciatura nao é tudo na vida ainda por cima a conhecermos as universidades como conhecemos alias temos um 1º ministro que e o pleno exemplo da cultura de alguns licenciados e mais nao digo