26 março 2007

Câmaras da região apostam em quadros superiores

Em Diário da Republica, 2ª Série – Nº7 de 10 de Janeiro de 2007, é apresentado qual o contingente de estagiários, ao abrigo da 1ª edição do programa PEPAL (Programa de Estágios Profissionais na Administração Local), atribuído pelo governo a cada uma das autarquias da nossa região

C.M. Ansião – 3 vagas (nível V e IV)
C.M. Castanheira de Pêra – 7 vagas (nível V e IV)
C.M. Figueiró dos Vinhos – 3 vagas (nível V e IV)
C.M. Pedrógão Grande – 6 vagas (nível V e IV)
C.M. Proença-a-Nova – 3 vagas (nível V e IV)
C.M. Sertã – 4 vagas (nível V e IV)

Pode consultar a lista completa em: www.seaal.gov.pt/formularios/d_404_2007.pdf

O programa PEPAL visa contribuir para a inserção dos jovens na vida activa, complementando uma qualificação preexistente através de uma formação prática a decorrer no âmbito dos serviços públicos autárquicos, adaptando o Programa Estágios Profissionais na Administração Pública à Administração Local.
Estes estágios profissionais – que se destinam a jovens com idade compreendida entre os 18 e os 30 anos, possuidores de licenciatura ou bacharelato (níveis de qualificação V e IV) ou habilitados com curso de qualificação profissional (nível III), recém-saídos dos sistemas de educação e formação à procura do primeiro emprego ou desempregados à procura de novo emprego, em condições a regulamentar até ao fim do mês de Junho – podem ser realizados nas autarquias locais e entidades intermunicipais.
O número máximo de estagiários a recrutar anualmente (Contingente) será fixado por despacho conjunto dos membros do Governo responsáveis pelas áreas da Administração Local, das Finanças, da Administração Pública e do Trabalho e da Solidariedade. Seguidamente o contingente de estagiários será distribuído pelas diferentes entidades, por despacho do Secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, tendo em conta as carências de recursos humanos e as condições internas de acolhimento e acompanhamento dos estagiários.
Aos estagiários será concedida, mensalmente, uma bolsa de formação, determinada em função da remuneração mínima mensal (RMM), de valor correspondente aos seguintes montantes: a) 2×RMM para os estagiários com habilitação de nível superior (níveis V e IV); b) 1,5 × RMM para os estagiários de formação técnicoprofissional (nível III).
Sem dúvida uma boa aposta por parte das nossas autarquias, que têm assim a possibilidade de integrar nos seus quadros, mesmo que temporariamente, mão-de-obra qualificada.
Num país de brandos costumes, muitas vezes auto apelidado pela escassez de transparência em decisões de origem política/pública, desejo que a “avaliação curricular e entrevistas profissionais de selecção” aos entrevistados, sejam feitas baseando-se em critérios circunspectos, imparciais e incomplacentes.

22 comentários:

abre consciencias disse...

É mais uma maneira de meter uns boys na função pública. Jobs for the boys.
Os concursos deviam ser feitos a nivel nacional, ou então, e porque não deve ser logisticamente realizável, a nivel local por uma auditora independente, terminavam logo as desconfianças.

abre consciencias disse...

É mais uma maneira de meter uns boys na função pública. Jobs for the boys.
Os concursos deviam ser feitos a nivel nacional, ou então, e porque não deve ser logisticamente realizável, a nivel local por uma auditora independente, terminavam logo as desconfianças.

Anónimo disse...

Qual é coisa qual é ela que nunca se cansa?

tótó disse...

6 vagas? pois bem, quem serão os parentes carenciados?

Anónimo disse...

É uma vergonha. Deiam emprego aos desemrpegadose não aos putos.

Simao Francisco disse...

«É uma vergonha. Deiam emprego aos desemrpegadose não aos putos.»

valha-me...tanta ignorancia!!!
decerto que o sr(a) (devido a sua qualidade de anonimo) não deve de ter filhos, pois nesa altura quero ver se mantem o discurso!

uma pergunta, os desempregados do nosso pais não são maioritariamente os jovens?!
sabe qula é o problema é que nos esquecemos que tambem ja fomos jovens, ja procuramos trabalho, e quantas vezes não utilizamos o factor C...

como ja disse muitas vezes:
«devido à velocidade da luz ser mais rapida que a velocidade do som, ha pessoas que parecem inteligentes ate falarem!»

abraço

Simao Francisco

Rui Loppes disse...

"como ja disse muitas vezes:
«devido à velocidade da luz ser mais rapida que a velocidade do som, ha pessoas que parecem inteligentes ate falarem!»"

É o mal de muita gente...
Sete novos estagiarios (de nivel V)na Camara Municipal de Castanheira de Pera!!!??

cidadão descontente disse...

Se for para a secção de obras de Pedrógão Grande começar a funcionar e a cumprir os prazos, venham de lá esses licenciados. Esperemos que não lhes incutam os vícios de que lamentavelmente já nos apercebemos diariamente.

Saudações.

antonio disse...

Esta será sem dúvida uma boa noticia para alguns funcionários públicos, ora vejamos:

de vez em quando irão aparecer uns quantos rapazitos armados em espertos que irão resover os problemas que habitualmente ninguém tem capacidades para o fazer,( por falta de formação, pois todos, ou quase a recusam ), com a vantagem de que quando estiverem a desempenhar as funções, sejam elas quais forem de forma competente, irão embora, o que jamais comprometerá o posto de trabalho de ninguém e certamente não irá acelarar o ritmo de trabalho tão hábilmente marcado pelo mais lento. Realmente acenta como uma luva!

Pode ser esta uma forma de lidar com o maior problema dos jovens hoje em dia, a busca do primeiro emprego. Mas a má noticia é que não resolve nada! Só adia a entrada efectiva dos jovens no mercado de trabalho ajudando ao desemprego crónico da juventude.

Congratulo-me por alunos das escolas tecnológicas poderem também aceder a estes estágios, apesar de me parecerem um pouco deslocados do titulo do "post", a não ser que algum passo de gigante tenha sido dado neste tipo de ensino.

Fico a aguardar à boa maneira pedroguense pela assinatura de um protocolo entre a ETPZP e a CMPG para a reserva de uma boa parte das vagas.

Considerando eu que uma aposta em quadros superiores passaria pela
contratação efectiva dos mesmos, permitam-me sugerir que poderá faltar a palavra "não" ao titulo,ficando à vossa consideração o local onde a colocar.

antonio disse...

Como nem tudo é mau, felicito os administradores por voltarem a deixar postar os comentários em tempo real.
Espero que os participantes tenham a maturidade suficiente para gerir esta liberdade há muito tempo esperada.

Um abraço amigo.

Simao Francisco disse...

Rui Loppes said...
"como ja disse muitas vezes:
«devido à velocidade da luz ser mais rapida que a velocidade do som, ha pessoas que parecem inteligentes ate falarem!»"

É o mal de muita gente...
Sete novos estagiarios (de nivel V)na Camara Municipal de Castanheira de Pera!!!??

Sr rui lopes!
ainda bem que o sr nunca precisou de fazer o estagio, plo menos penso eu pela sua pergunta...

ora bem...

penso que adamos a confundir todo o nosso vocabulario, pois quem me disser que um estagio é um primeiro emprego estou tramado, pois em muitos casos nunca é visto como tempo de experiencia no ramo, e simplesmente serve para ter uma nota no final para elevar a media!

mais uma vez parecem inteligentes antes de falar!

abraço

Simao Francisco

Anónimo disse...

Será que a super-reformada se candidatou a um estagiozito para acumular com as outras funções que desempenha?

Rui Loppes disse...

SR. Simao: Desculpe se feri o seu magnifico Q.I. (talvez seja melhor fazer um estagio para compreender as suas teorias "quase" doutrinais)

Simao Francisco disse...

SR. Simao: Desculpe se feri o seu magnifico Q.I. (talvez seja melhor fazer um estagio para compreender as suas teorias "quase" doutrinais)


pois é sr rui, quando não temos argumentos atacamos com estas frazes banais...

olhe o meu Q.I não é muito grande, mas é o sufeciente para perceber pessoas monopolistas, narcisistas, como o senhor se apresenta...
pelo que vejo deve de defender as teorias salazaristas...

amigo

doutrina é o que falta ao mundo!

Simão Francisco

Anónimo disse...

não se arranja um lugar de estagiário CMPG, para um ... perto da reforma ?

Anónimo disse...

So se fores engenhairo

Rui Loppes disse...

Estes foram os dois comentarios de Sr. Simão Francisco :

"valha-me...tanta ignorancia!!!
decerto que o sr(a) (devido a sua qualidade de anonimo) não deve de ter filhos, pois nesa altura quero ver se mantem o discurso!
uma pergunta, os desempregados do nosso pais não são maioritariamente os jovens?!
sabe qula é o problema é que nos esquecemos que tambem ja fomos jovens, ja procuramos trabalho, e quantas vezes não utilizamos o factor C..."

(...)

"penso que adamos a confundir todo o nosso vocabulario, pois quem me disser que um estagio é um primeiro emprego estou tramado, pois em muitos casos nunca é visto como tempo de experiencia no ramo, e simplesmente serve para ter uma nota no final para elevar a media!"

No 1º comentário defende a cunha para conseguir estagio...
No 2º comentario entende que os estagios so servem para ter uma boa nota curricular e que nunca são vistos como experiencia profissional ou 1º emprego...

Nesse caso, para quê utilizar o factor "C" para arranjar estágio (neste caso na Castanheira), quando para obter uma boa nota final o poderiam realizar em qualquer repartição da Adm. Publica?
Sei bem que nem todos os estagiarios admitidos na nossa camara procuram a "cunha" castanheirense para ai se instalarem... mas há quem ja tenha efectuado estagio curricular e se prepare para fazer este tambem...Com que objectivo? uma vez que ja finalizou o percusso curricular?

Já agora, Sr. S. Francisco!
Se entende não ter um grande Q.I. proponho que faça um exercicio de Cultura geral e me diga o que entende por teorias salazaristas.

Anónimo disse...

Já agora...
No regulamento dos estagios estava contemplada preferencia regional?
É que se não estava é uma grande coincidencia...

Anónimo disse...

e por falar em estagios! Quem é a baleia?

tótó disse...

libertaram outra vez o willy?

a agua da praia nao esta fria?

simao francisco disse...

sr rui....

a sua analise esta um pouco enferrujada!
veja...onde falei eu em estágio no primeiro comentário? se olhar bem falo em primeiro emprego, coisa que para mim não é o mesmo que um estágio!

o factor c é algo que não podemos ignorar, pois ele realmente existe no nosso pais...

amigo, se eu tenho que fazer um exercicio de cultura geral e amigo precisa de ter aulas de analise de frases, e por favor não meta palavras na boca das pessoas!

saudações cordiais

Simao Francisco

Rui Loppes disse...

Sr Simao,
Continuo a achar que nos seus comentarios se contradiz, pois nem sempre a interpretação literária corresponde ao que está escrito mas sim ao que implicitamente se transmite. No entanto, note, que é somente a minha interpretação daquilo que escreveu!
A analise á sua (i)literacia deixo-a para especialistas nessa area.
Ainda que não entenda porque invocou as "teorias salazarista" continuo á espera que as justifique, senão parecá que os seus comentarios são utilizados como venire contra factum proprium!