07 setembro 2006

PJ com trabalho na Sertã

o caso prende-se com a suspeitaO alegado abuso sexual praticado duas vezes por um idoso de 71 anos a uma criança de 18 meses, e uma alegada pirómana de 45 anos, são os dois casos que esta semana proporcionaram deslocações da polícia judiciária de Coimbra à Sertã.
O primeiro caso tem como suspeito um homem de 71 anos que alegadamente molestou sexualmente uma criança de 18 meses da qual é familiar. O homem e a alegada vitima são residentes na sertã, o suspeito já foi presente a Tribunal e não confessou o crime. O juiz de Instrução Criminal determinou a apresentação periódica na esquadra local e proibiu o idoso de se aproximar da criança.
O segundo caso prende-se com uma mulher de 45 anos suspeita de atear fogos na zona da sertã, à indivídua foi aplicada a coacção de prisão preventiva.
Nenhum destes suspeitos tem antecedentes criminais.
Com estas idades já era para terem juizo, ao invés disso parece que o perderam por completo.

1 comentário:

pinto_vaz disse...

A pironoma devia ser atada a um pinheiro e metida a arder com gasolina, o violador devia-lhe ser feito o mesmo que fez a criancinha.
Sou a favor da justiça popular, nestes casos é a unica solução